quarta-feira, 11 de março de 2015

DORMÊNCIA- PAUSA PARA O DESCANSO-


  Uma orquídea vegeta em fases, fazendo parte deu um ciclo que dura as quatro estações do ano. Essencialmente esse ciclo de desenvolvimento vegetal pode ser dividido em quatro partes: Crescimento, Florescimento, frutificação e dormência

algumas fotos das fases de crescimento:


inicio da brotação
Raizes em crescimento 





Broto que será um novo bulbo e 
carregará as futuras flores
Planta emitindo raizes






















Do broto se origina o bulbo que apos atingir
a maturidade carrega as futuras flores.











A maioria das orquídeas são adquiridas em plena floração, pois é o momento que mais elas nos encantam. O que muita gente não sabe é que em geral a maioria das espécies de orquídeas, apos a floração fazem um descanso no qual guardam energia para depois iniciarem novamente um novo ciclo.
É nessa fase que devemos respeitar o descanso da planta evitando alguma intervenção ou pratica de cultivo como por exemplo um replantio. Muitas pessoas erram mais por falta de observação e por ansiedade, mas com observação e paciencia a chance de erro diminui muito. Desde o inico do blog eu sempre tento deixar bem claro para as pessoas que conhecer a planta que se está adquirindo e saber alem de suas caracteristicas de crescimento saber tambem a epoca de floração e o tipo de habitat que mais ela se adapta e prefere vegetar, pois com isso o cultivo se torna prazeroso e o aprendizado que as orquídeas nos passam nos tornam pessoas com certeza melhores em vários aspectos.
Cattleya schilleriana- Do grupo das cattleyas
bifoliadas sente muito estress na divisão
e por esse motivo o risco de perder a planta aumenta,
Conhecer as fases do ciclo da planta ajuda muito
a evitar a morte do exemplar..
Se durante algumas das fases do ciclo houver algum problema com a planta, principalmente na fase de crescimento, a floração fica comprometida e pode não acontecer e em alguns casos mesmo emitindo botões de flores, os mesmo podem não chegam a abrir. 
Em condições naturais as orquídeas também podem passar pelo ciclo sem florir, na maioria das vezes que isso acontece é por falta de energia suficiente naquele ano, e os brotos não conseguem chegar ao auge para suportar a floração. 
A floração de uma orquídea é um momento do auge para a planta, pois é através das flores é que ela consegue produzir sementes para dar origem a novas plantas e perpetuar a espécie.  É nessa fase do ciclo que a planta gasta mais energia e por isso a fase apos a floração, a fase da dormencia, se torna uma fase delicada para ela e é isso que vou explicar neste texto. 
a fase de dormência de uma orquidea é o momento onde acontece a suspensão da atividade metabólica e a planta para de crescer momentaneamente, não havendo emissão de brotos, raizes e gemas. É um periodo que pode durar de dias até mais de um mes acabendo com o surgimento de novos brotos e tambem da emissão de raizes.

Quando é e como lidar com uma orquídea no período de dormência?
Essa é uma duvida muito comum entre os colecionadores. Ao contrario do que muitos pensam, o repouso vegetativo não está limitado apenas ao inverno. O que é correto é dizer que acontece a dormência numa época que não é favorável ao crescimento da planta, e isso varia conforme a espécie, podendo acontecer quando a temperatura sobe ou desce, ou quando há diminuição ou aumento da iluminação, umidade, etc.
As orquídeas em circunstancias inadequadas ao seu desenvolvimento vegetativo costumas fazer uma diminuição drástica do seu metabolismo para que consiga guardar energia suficiente para a floração, ou também para iniciar um novo ciclo.



                                                        QUAIS OS  CUIDADOS NESSA FASE:


Planta em dormência
QUANDO A PLANTA ENTRA EM DORMÊNCIA, QUANDO PARA DE CRESCER, OU EMITIR RAÍZES, ISTO É FICA "PARADA", É PRECISO RESPEITAR O PERÍODO E NÃO FAZER MUDANÇAS DE LOCAL, CORTES, PRINCIPALMENTE NO RIZOMA QUE UNE OS BULBOS, DIVIDINDO A PLANTA NEM MUITO MENOS REPLANTAR OU TROCAR O SUBSTRATO. ALÉM DISSO É RECOMENDÁVEL MANTER O SUBSTRATO MAIS SECO, ESPERANDO SECAR PARA DEPOIS UMEDECER COM MENOS QUANTIDADE DE ÁGUA EVITANDO ENCHARCAMENTOS. SERIA BOM SE A PLANTA NÃO DESIDRATASSE NESSE PERÍODO, MANTENDO O VIGOR COM PSEUDOBULBOS TURGIDOS. QUANTO A ADUBAÇÃO, POR CAUSA DO METABOLISMO MAIS LENTO A APLICAÇÃO DE ADUBO PRECISA SER MÍNIMA E COM MENOS FREQUÊNCIA, POIS ASSIM QUE AS CONDIÇÕES AMBIENTAIS VOLTAREM A DAR CONDIÇÕES PARA A PLANTA CRESCER, ELA MOSTRA QUE ESTÁ SAINDO DO REPOUSO EMITINDO NOVOS BROTOS , RAÍZES E OUTRAS FOLHAS.

QUANDO ISSO ACONTECE  E A PLANTA COMEÇA A VEGETAR, É HORA DE ACERTAR A ADUBAÇÃO PERIODICAMENTE PARA QUE A PLANTA TENHA CONDIÇÕES DE SE DESENVOLVER PLENAMENTE, ATÉ A PRÓXIMA FLORAÇÃO.
É NESSA FASE QUE SE USA UMA  ADUBAÇÃO MAIS COMPLETA E BALANCEADA,                                                                                                                                                                             ISSO NEM SEMPRE É FÁCIL AINDA MAIS PARA QUE TEM POUCO CONHECIMENTO, SEM CONTRA INDICAÇÃO E RICOS EM NUTRIENTES.  SEMPRE QUE FOR USAR UM ADUBO SIGA AS INSTRUÇÕES DE USO POIS SE ERRAR A DOSE PODE PREJUDICAR A PLANTA.
Cattleya walkeriana alba 'diamante'
QUANDO O NOVO BROTO CRESCE E VIRA UM LINDO PSEUDOBULBO E VOCÊ PERCEBER QUE EMITIRA FLORES, ATRAVÉS DE HASTES QUE COMEÇAM A SE FORMAR OU ESPATAS QUE SE ENCHEM COM BOTÕES, É O MOMENTO QUE A PLANTA VAI GASTAR MAIS ENERGIA E NESSA FASE NÃO PODE FALTAR NUTRIÇÃO E UMIDADE ALEM DE EVITAR DEIXAR MOLHADO DEMAIS OS BOTÕES E HASTES POIS A PLANTA PODE ABORTAR A FLOR. NESSA FASE UMA MUDANÇA DE LUGAR PODE FAZER A PLANTA ABRIR AS FLORES TORTAS POIS ELA SE ORIENTA PELO LOCAL EM QUE ESTÁ E A ILUMINAÇÃO QUE RECEBE PARA GIRAR O BOTÃO DA FLOR  E ABRIR DE FRENTE BEM BONITO COMO NA FOTO AO LADO.  AGORA QUE VOCE JÁ SABE OBSERVE ALGUMAS DAS FLORAÇÃO RESPEITANDO AS FASES DO CICLO.
UM GRANDE ABRAÇO A TODOS!



denphal spp
Cattleya maxima semi alba 


Cattleya violacea

Cattleya schilleriana 'AKM'
Enviar um comentário