segunda-feira, 9 de março de 2015

EPIDENDRUM -Um mega genero de plantas robustas e elegantes



Epidendrum fulgens-
 foto:Anderson L. Cassano 
Epidendrum nocturnum

Epidendrum latilabre

Epidendrum denticulatum



O genero epidendrum é um dos mega-gêneros de orquideas e conta com mais de 1200 espécies que são encontradas em habitats desde os Estados Unidos até a Argentina. Em 1763, Carolus Linnaeus deu nome a esse gênero e incluiu todas as orquideas epifitas que conhecia. Naquela epoca haviam apenas oito generos de orquideas, assim praticamente todas as orquideas eram classificadas como epidendrum.








Epidendrum pseudoepidendrum
 Hoje poucas dessas orquideas permanecem incluídas nesse gênero, o que não impede que o numero de espécies continue crescendo. A grande maioria das espécies são epifitas e seu nome Epidendrum vem do grego epi e dendron  e significa "sobre"  e "árvores", mas como é um mega gênero também possui espécies rupicolas e terrestres. Lembre-se que espécies terrestres vegetam bem em substrato para plantas epifitas, mas epifitas não vegetam bem em substrato terrestre.





A espécie epidendrum possui grande diversidade morfológica, abrange orquideas que tem pseudobulbos proeminentes, outras com caule alongado tipo cana, e ainda outras com caule dilatados.É um genero bastante variável em hábitos, vivem desde florestas umidas e sombrias nos Andes, nos sufocantes e abafados pântanos na florida, no seco e quente cerrado brasileiro, descendo pela úmida e tropical Mata Atlântica. desde plantas bem pequenas até gigantes de dois metros! São plantas bem rústicas e se forem cultivadas dessa forma, formam belas touceiras!




Epidendrum peperomia
As principais características que distinguem o genero, são o rostelo fendido separando a antera do estigma e o viscídio semiliquido produzido nas flores para coletar pólen. As flores apresentam inúmeras diferenças no formato e no tamanho mas em geral se desenvolvem partindo de uma espiga e formando um bouquet de flores, saindo da parte terminal do pseudobulbo. Existem plantas com menos de 1 centímetro e outras com até 5 centímetros de diâmetro. As plantas da espécie epidendrum possuem uma vasta gama de cores em suas flores, sozinhas ou misturadas, encantam os olhares e os polinizadores...verde, laranja, amarelo, branco , roseo , vermelho, pink e purpura...


As flores do epidendrum possuem uma grande durabilidade e florescem em cachos que abrem sequencialmente uma após a outras de baixo para cima, e quanto maior o cacho maior será o tempo de floração. Muitas espécies tem perfume em suas flores, o que encanta ainda mais!

Florem o ano todo mas com maior incidência de espécies florindo na primavera.






Para o cultivo em casa é necessário se informar sobre as necessidades de cada espécie pois vivem em variados habitats, e sabendo disso o cultivo se torna fácil.
As raizes do epidendrum devem secar entre uma rega e outra.
 Em geral vegetam bem em luminosidade media 50% e temperaturas de variam de 10º a 35ºC mas com uma umidade de 50 a 80% e isto pode ser oferecido em qualquer residência por isso é muito cultivada. A receita para uma boa floração do epidendrum é a combinação de adubação correta e luminosidade abundante.
Epidendrum parkinsonianum










Em geral para as pessoas que tem pouco conhecimento com adubação, e o uso de adubos naturais, os adubos orgânicos, é de longe a melhor opção pois proporciona uma nutrição completa e balanceada para as orquídeas.
Eu prefiro usar o adubo orgânico liquido pois ele promove também uma melhora do substrato onde a orquídea está plantada e a planta já absorve de imediato os nutrientes da adubação.








A espécie Epidendrum radicans é hoje uma das espécies mais
conhecida no Brasil pois é produzida em larga escala.  E alem de ter se adaptado bem ao clima brasileiro, floresce rápido em relação a outras espécies. O Epidendrum radicans é uma espécie das américas, é muito adaptável inclusive se plantada em canteiros no jardim formando belas touceiras.
De cores com tonalidade vibrante e cruzamentos feitos por orquidários especializados resultaram em uma diversidade grande de cores e combinações de nuances. As flores são suavemente perfumadas e pequenas cerca de 2cm de diametro, tem o formato que lembra muito um beija-flor coletando o néctar, por isso tem o apelido de "orquídea beija flor".



Epidendrum radicans


As flores começam a abrir de baixo para cima formando inflorescências em forma de uma "bola" que pode durar meses abrindo as flores sequencialmente. O húmus de minhoca esterilizado(em casa mesmo) se mostrou um otimo adubo para a espécie e junto com a casca de pinus, o carvão vegetal e as pedras de rio ou brita, formam um substrato que reúne condições muito boas para o epidendrum radicans florir abundantemente.













Outra planta que se adaptou muito bem ao cultivo e tem feito parte de muitas coleções é o Epidendrum stamfordianum, a espécie é encontrada no México, Belize Guatemala,
 El Salvador, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Venezuela, vegetando em galhos nas florestas secas em altitudes até 800mts.






O Epidendrum stamfordianum alem da cor tipica, tem a variação roseo e albo. Gosta de ser cultivado em luz média 50%, temperaturas mais elevadas, com secagem do substrato entre as regas e no inverno um pouco mais de estiagem.
   Se for mal replantada pode demorar a voltar a vegetar, ficando em dormência. Floresce nos meses de outono e inverno, fácil de cultivar,
aceita substratos variados, sem muita exigência, cuidando somente para receber boa iluminação e ventilação, com boa umidade sem encharcamento das raizes.




O genero Epidendrum tem sido usado em cruzamentos com outras espécies intergenericas, para obtenção de hibridos com as suas melhores caracteristicas: Robustez, cores vibrantes, forma inusitada das flores e quantidade e periodo de floração. Abaixo um sequencia de fotos de hibridos de epidendrum...



epicattleya rene marques


Epicattleya orange blaze

Epidendrum pseudoepidendrum x Cattleya schilleriana





Epilaelia snow fantasy
Epicattleya atrowalker

Epicattleya kyoguchi
Epicattleya middleburg





Enviar um comentário