quinta-feira, 5 de março de 2015

PHALAENOPSIS- A beleza do oriente ganhou o mundo!



Se existe um genero de orquídea que faz sucesso entre as pessoas, ele se chama Phalaenopsis....









Phalaenopsis brother sara gold
Foto no habitat-
Phalaenopsis na árvore 
próximo a agua em baixo.



Phalaenopsis em coqueiro no habitat
A espécie Phalaenopsis tem sua origem em uma área que compreende desde o sul da China até o Noroeste de Austrália, incluindo Filipinas, Indonésia, Sumatra, Bornéo.. O nome vem das palavras gregas PHÁLAINA-{Mariposa} e OPSIS-{Parecido}, Porque a forma das flores da espécie se parecem com mariposas em vôo.São cerca de 75 espécies e milhares de hibridos conhecidos.
 A espécie pertence a tribo Vandeae (da qual a espécie Vanda tambem faz parte apesar do cultivo ser um pouco diferente.)






Phalaenopsis buyssoniana


A maioria das espécies de Phalaenopsis crescem em altitudes 100-400 metros acima do nível do mar, em altas temperaturas dentro das florestas com alta umidade ao longo do ano, praticamente 100%  o ano todo resultando em dias quentes com umidade constante. Muitos habitats da espécie são alagados e pântanos. Elas habitam os ramos e troncos das copas das árvores.  As Phalaenopsis e todos os seus híbridos se adaptam ao clima brasileiro muito bem, sendo cultivada em todas as regiões, exigindo abrigo do sol recebendo apenas iluminação indireta ou apenas os primeiros raios da manhã. As phalaenopsis se adaptam muito bem ao calor de uma cobertura de varanda ou garagem por exemplo.  O ideal é que o lugar de cultivo tenha passagem de ar e umidade condizente, que no caso das Phalaenopsis tem que ser alta, mas sem encharcar as raizes! Tudo tem que ser proporcional quanto mais calor e circulação de ar, maior a rega.

A foto mostra o  meu cultivo de Phalaenopsis sob a cobertura de um telhado, num quintal fora da casa, onde a iluminação natural é bem forte e bate no chão refletindo nas plantas. 
O calor das telhas é suportável se a umidade for constante, mas sem encharcar as raizes. Para evitar isso No meu cultivo é usado o vaso transparente e como substrato a casca de pinus tamanho médio e grande mais carvão vegetal e pedras de rio miúdas.O dreno é utilizado isopor. Isso Faz com que a aeração seja alta também sendo necessário regar mais vezes.


Existem pessoas que resolveram o desafio do ambiente umido ideal e cultivam Phalaenopsis de uma forma inovadora unindo  o calor brasileiro à alta umidade.
Uma amiga, Carla Lorena de Belo Horizonte. foi quem me ensinou... ela cultiva phalaenopsis e outras espécies em um método que desenvolveu de forma caseira e muito criativa a partir da  observação  do cultivo de catasetuns em semi-hidroponia, um método que eu uso a muito tempo, mas nunca havia usado em Phalaenopsis... 
Esse método da semi-hidroponia consiste em ter um reservatório de agua acoplado ao vaso da planta para que a umidade fique próximo as raizes, então ela adaptou o uso de garrafas pet cortadas ao meio, onde a orquídea é plantada na parte que fica o gargalo e é encaixada na  parte de baixo da garrafa que funciona como o reservatório. 
A umidade sobe para o substrato por furos feitos no gargalo, onde a orquídea fica plantada, e o nível da agua é controlado por furos feito na lateral do reservatório, que é parte de baixo da garrafa onde vai encaixado o gargalo, funcionando como um ladrão para o excesso de agua.
A planta não entra em contato com a agua, mas com o tempo algumas raizes procuram a agua enraizando em direção ao reservatorio e outras para cima, fora do recipiente. 
essa planta está sendo recuperada 
no método da pet com reservatório de agua.










.Veja a foto ao lado(meu cultivo): 



As espécies de Phalaenopsis tem crescimento monopodial, isto é crescem para cima sempre e não necessitam vasos muito grandes para seu cultivo.
 Suas raízes são grossas e tem um papel fundamental na vida da planta pois além de fixa-la é responsável por toda a absorção de agua e nutrientes para a planta.
 A espécie não possui pseudobulbo, e a sua reserva são suas raizes e as folhas grandes e carnudas.
Phalaenopsis schilleriana




Para o cultivo de phalaenopsis em vaso é indicado o vaso plástico transparente, ou a garrafa pet. E como substrato pode ser usados:   o carvão vegetal , a casca de pinus, o chips de coco, o seixo rolado(pedra de rio) e a macadamia. Pode ser cultivada também em casca de peroba ou outra madeira, e em cachepô, Além de adorar ser amarrada em árvores pelo jardim, mas sempre em árvores que fazem sombra ou filtram o sol para elas!


Também pode ser cultivadas em esfagno, mas com rega controlada e técnica mais apurada de cultivo pois a diferença entre boa umidade e encharcamento no caso do esfagno é pequena...É fácil identificar quando a planta está desidratando pois suas folhas ficam com marcas de estrias.

 Esta desidratação pode ser por falta ou por excesso de umidade.
Phalaenopsis schilleriana

Manter um ambiente úmido em torno da planta é fundamental,  embora isso  nem sempre é simples de fazer...transformar em floresta tropical  um canto da casa! Então  para conseguir essa condição podemos colocar plantas em baixo (as phalaenopsis devem ficar no alto nesse caso) e pode também molhar o chão varias vezes, intercalando com as regas, assim as raízes entram em contato com a água que evapora 
Phalaenopsis no habitat

garantindo o ambiente úmido. As Phalaenopsis se adaptam melhor se os dias forem quentes e as noites frescas por isso borrifar agua de leve na parte de baixo das folhas no final da tarde também é muito benéfico! 

A umidade ideal para a espécie é de cerca de 70%.
 As Phalaenopsis têm folhas carnudas com uma cor verde muito profundo na  maioria das espécies espécies e híbridos  e as folhas podem ter em média 10 cm de largura e 50 cm de comprimento.

Para a Phalenopsis as suas folhas são fundamentais, porque eles são o único lugar de armazenamento de água pois não possuem pseudobulbos. É muito comum observar que as pessoas por inexperiência acabam cultivando a Phalaenopsis num dos extremos que se deve evitar... ou molha demais e encharca e apodrece as raízes ou molha de menos fazendo com que a planta gaste muita energia e fique fraca e desidratada. E se além do cultivo errado  houver deficiência na adubação as phalaenopsis sofrem mais ainda e ficam suscetíveis a queimaduras, ataques de pragas, fungos e bactérias. 
As pessoas mais inexperientes acabam pecando nesses pontos e podem perder a planta. 
Dois do pilares do cultivo de qualquer orquídea são: ambiente e nutrição. Plantas bem nutridas não ficam doentes e vegetam melhor, mesmo em ambientes nem tão favoráveis...



A espécie pode produzir brotos laterais para reativar o crescimento e algumas espécies têm mais predisposição para este comportamento do que outras. 
A brotação de uma muda na haste floral é uma maneira da planta "caminhar" dentro da floresta em busca de luz. Este novo broto costuma nascer nas pontas da haste floral ou na base da planta mãe.   A Phalaenopsis tem o seu crescimento para cima, por isso se houver algum problema com a folha mais nova pode acontecer a morte do meristema apical, e ai a planta fica comprometida e para de crescer e a única maneira dela sobreviver é através da brotação na haste floral, dai ela se salva e dá continuação a vida.



Por isso eu não costumo cortar a haste floral da Planta, pois a partir dela podem nascer, ou novos ramos de flores nas gemas dormentes ao longo da haste, ou pode nascer um Keiki(significa bebê) que é uma nova planta igual a "mãe",  que com tempo suficiente emitira raízes tambem  e assim podendo ser destacado da planta mãe e ser replantado em um vaso individual. Gostaria de deixar claro que para isso a adubação da planta é fundamental, pois esse processo de formação de uma nova planta precisa de  muita energia para se manter saudável! 
Sobre a adubação das Phalaenopsis, os adubos mais indicados são os que contenham mais fosforo na composição, pois no caso das Phalaenopsis o nitrogênio faz crescer demais as folhas deixando-as fracas e finas enquanto o fosforo atua junto ao crescimento das raízes e na emissão de novas flores. As raizes da Phalaenopsis fazem também a fotossíntese necessitando de luz, por isso foi desenvolvido o vaso plástico transparente para ela.
Adubos orgânicos também são muito benéficos pois são completos. Alem dos nutrientes Contem outras substancias benéficas, tornando a nutrição mais que completa.
Phalaenopsis e Vandas são do mesmo habitat e são espécies que não possuem pseudobulbo, apenas as folhas e raizes, e é assim porque no habitat que vieram não precisavam de reserva, são florestas ricas em material orgânico que se transformam em minerais, em virtude do calor e da elevadíssima umidade ambiente.
Os profissionais que produzem Phalaenopsis para a venda, conseguem estimular a floração da Phalaenopsis durante praticamente o ano todo, pois são plantas muito desenvolvidas para florir consecutivamente por vários meses. Para isso são induzidas com adubação rica em fosforo.
No cultivo domestico a época de floração ocorre quando chega proximo  ao inverno onde há queda de temperatura do dia para a noite, estimulando a emissão das flores. 
Pela facilidade de cultivo, a rapidez nas florações e a duração das flores a Phalaenopsis é hoje a espécie de orquídea mais comercializada no mundo servindo para decoração, presentes, buques, arranjos florais e coleções como a minha!!!



ALGUMAS ESPÉCIES DE PHALAENOPSIS

PHAL. GIGANTEA DE BORNEU

PHALAENOPSIS BELLINA

PHALAENOPSIS AMBOINENSIS
PHALAENOPSIS HIEROGLYPHICA

PHALAENOPSIS CORNU CERVI

PHALAENOPSIS PULCHRA

PHALAENOPSIS SCHILLERIANA

PHALAENOPSIS KUNSTLERI

PHALAENOPSIS APHRODITE

PHALAENOPSIS FINLEYI

PHALAENOPSIS TETRASPIS

PHALAENOPSIS MANII

PHALAENOPSIS LUEDDEMANNIANA

PHALAENOPSIS BASTIANII

PHALAENOPSIS VIOLACEA

PHALAENOPSIS WILSONII

PHALAENOPSIS HAINANENSIS


BOM CULTIVO!!!




Enviar um comentário