segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

COMO DEFINIR A REGA PARA SUAS PLANTAS? VERÃO, TEMPERATURA, AGUA E UMIDADE!


Neste texto escrevi dicas para a rega e manutenção da umidade ambiente para que nossas plantas possam aproveitar o melhor do verão, porque com o aumento gradativo da insolação e da temperatura nessa época do ano pode acabar prejudicar as espécies de orquídea de clima tropical se faltar a umidade no ambiente onde você cultiva suas plantas. Para o sucesso no cultivo domestico, os fatores climáticos devem estar sempre o mais equilibrado possível sob risco de as plantas sentirem dificuldade de vegetar
O tipo de jato usado para regar as plantas 
de ser brando para poder ajuda a simular
as chuvas e facilita a rega sem machucar a planta!
Um grande problema que acaba acontecendo no verão é que as falhas/faltas de cultivo que se iniciaram no inverno culminem agora por ser a estação mais quente e ensolarada do ano onde as orquídeas tem um aumento no seu metabolismo.
Observem esse cultivo onde a rega é diária, e o
ano todo. Os vasos na maioria são de cerâmica ou cachepôs
 e o substrato é de secagem rápida. As espécies cultivadas
(Maioria Vandas) necessita de alta umidade. A ventilação
excessiva atrapalha um pouco por isso o chão é molhado 

todo dia, alem da rega nas plantas.  
As plantas que não receberam adubação acabam desnutridas pois gastam suas reservas e não conseguem repor. Isso somado aos ambientes mal iluminados, ar seco e vasos de plantas com substrato velho favorecem os ataques de insetos como cochonilhas, caracóis, lesmas, alem de fungos parasitas que adoram ambientes com Ph acido. Por isso se você está tendo problemas precisa ir aos poucos revertendo isso, criando o ambiente ideal antes de mais nada, pois é a forma mais fácil para as plantas terem saúde o ano todo. 
Uma das grandes duvidas de quem inicia no cultivo de orquídea é, ""Como e quando devo molhar o vaso?"
Isso é uma pergunta frequente e a resposta é infinitamente relativa, primeiro que por causa das estações do ano com seus climas específicos, a quantidade de regas com toda certeza passa a ser diferente estação a estação. 
Depois tem o local, o cantinho, o "jardim particular dos sonhos" onde elas ficam que varia de casa para casa. Nas construções da maioria das casas a tendencia é o ambiente ser improprio para se ter orquídeas, isto é, ou é seco demais, vento demais ou de menos e sol de mais ou de menos.
A escolha dos vasos está relacionada com o ambiente e a
espécies que se cultiva. Quanto mais homogeneo for a escolha
mais facil a manutenção da rega
E por ultimo como e em que tipo de vaso e substrato suas plantas estão. Quanto ao vaso, os de plástico tem uma secagem lenta enquanto o vaso de cerâmica e os cachepôs de madeira secam bem rápido. 
quanto ao substrato existem os que acumulam umidade por mais tempo como o musgo esfagno ou o chips de coco, e os  substratos que seca mais rápido como o carvão vegetal, pedras, casca de macadâmia, casca de madeira dura. 
Definido tudo isso, fica mais fácil para definir a frequência das regas.  

Então vamos as dicas para você poder definir a rega de suas orquídeas:

*Procure usar o mesmo tipo de substrato para todas as suas plantas pois a secagem vai ser mais homogênea. Para definir qual a melhor opção de substrato é preciso observar o ambiente de cultivo. se seco demais substratos que acumulam mais umidade, se úmido mais úmido substrato de secagem rápida. Nessa escolha é possível usar uma combinação onde o equilíbrio da umidade vai ser melhor. Por exemplo a casca de pinus misturada ao carvão vegetal.


Neste orquidário o ambiente pode ser muito seco para
as plantas se a rega não for frequente. Como o chão
 é de piso,  molha-lo todo dia ajuda a aumentar
a umidade para as plantas.
O sombrite diminui a intensidade do sol e a
temperatura tambem
*A umidade relativa do ar (quantidade de vapor d´água existente na atmosfera) nunca deve estar abaixo de 30%, caso contrário, as plantas se desidratarão rapidamente, o que, aliás, também ocorre conosco. Em dias quentes, a umidade relativa do ar é menor, por isso é necessário manter o ambiente úmido e molhar não apenas a planta, mas também o próprio ambiente, chão e paredes. Num jardim, com muitas plantas e solo de terra a umidade relativa é bem maior do que numa área sem plantas com piso de cimento. 
O sombrite ajuda a diminuir a temperatura abaixo dele e a insolação também. Colocar vasos de plantas abaixo das orquídeas aumenta a umidade do ambiente e simula o que se encontra na floresta. Nesse caso o cultivo deve ficar a meia altura com o sombrite em cima e os vasos de plantas abaixo. Para que tem terra no chão abaixo das plantas pode se colocar pedrisco ou plantar alguma planta de forração para segurar melhor a umidade.

* Nunca molhe as plantas quando as folhas estiverem quentes pela incidência de luz solar, pois o choque térmico pode causar pequenas lesões que servem de porta de entrada para doenças. molhe o chão!

*Quando regar evite jatos diretos nas plantas pois isso pode danificar o enraizamento deixando a planta solta no vaso. Caso isso aconteça tente fixa-la novamente pois planta solta para de crescer.

 *Molhe suas plantas sempre pela manhã ou no fim da tarde apos o sol abaixar no horizonte. Faça isso simulando uma chuva, ou então como nos orquidários profissionais instale aspersores para facilitar a rega e torna-la mais homogênea.
Se precisar molhar durante o dia, prefira molhar o ambiente e não as folhas das plantas pois o calor causa choque térmico abrindo pequenas feridas por onde podem entrar os fungos. A umidade é extremamente benéfica, mas precisa ser de forma gradual. Se está quente demais(acima de 28 graus)  molhar o chão vai diminuir a temperatura e aumentar a umidade através da evaporação!
Fazer furos na lateral do vaso ajuda na
secagem das raízes e do substrato.
 *Para quem cultiva em vasos plásticos na maioria das vezes o que se observa é que na parte mais alta, o substrato seca mais rápido e no fundo o substrato se mantem úmido. Isso prejudica a maioria das orquídeas epífitas pois as raízes delas precisam secar entre uma rega e outra.  Para descobrir isso você pode usar um palito de madeira e enfiar no vaso para ver se no fundo dele ainda existe umidade antes de regar de novo. 


*Para melhorar a aeração do substrato nos vasos plásticos é possível fazer furos nas laterias aumentando a circulação de ar e aumentando a secagem apos a rega.

*Nunca em hipótese nenhuma coloque pratinho em baixo do vaso porque isso é extremamente prejudicial às orquídeas. Ao invés disso se for necessário aumente a quantidade de vezes que rega suas plantas!

*Os vasos de cerâmica e os cachepôs são os vasos mais usados para o cultivo domestico pois secam mais rápidos permitindo uma nova rega, como o ambiente nas residencias tende a ser mais seco acaba equilibrando melhor a relação de umidade/ rega para as orquídeas, com exceção das plantas que realmente precisam de mais umidade nas raízes onde o vaso plastico é o mais indicado.

Cultivar direto na madeira vai exigir uma
umidade bem maior no ambiente e
também um numero maior
de regas chegando a ser diaria durante o verão!
*Dentro de um cultivo de orquídeas é mais vantajoso obter um cultivo homogêneo tanto de espécies que convivem com as mesmas necessidades de clima como também o uso do mesmo tipo de vasos em que elas estão plantadas. Isso porque dessa forma o orquidófilo consegue minimizar as dificuldades de se regar suas plantas, pois a secagem vai ser homogênea facilitando a reposição da rega.















*Na floresta muitas vezes as plantas ficam dias sem rega. Elas são adaptadas a isso, só que o ambiente fica úmido a noite, pois existe agua e existe o sereno que de manhã deixa tudo molhado e o ar fica tão úmido como se tivesse chovido a noite!


*Quando iniciei no cultivo de orquídeas aprendi com os orquidófilos mais experientes que regar uma orquídea é diferente de manter o ambiente úmido. Regar você pode regar uma ou duas vezes por semana, onde você molha o substrato e a planta, mas para a manutenção da umidade ambiente em ambientes muito secos você vai ter que ligar a mangueira todo dia e molhar o ambiente de manhã e de tarde. Isso é que vai fazer com que esse ambiente se parecer mais com uma floresta. 

*Se você puder ter uma fonte, lago ou piscina próximo ao cultivo a umidade do ambiente vai aumentar, o ambiente melhora para as orquídeas e a rega poderá ser mais espaçada.

*Se você molhar com um regador, ou borrifador um vaso muito ressecado, provavelmente poderá ocorrer de água encontrar um canal por onde escorrer saindo pelo fundo do vaso e o resto do substrato vai continua totalmente seco. Um meio de verificar a umidade do vaso é  segurando com as mãos para sentir o peso ou através de um exame visual.

*Quando o vaso secar completamente a melhor maneira de regar é imergir o vaso num recipiente com água e deixar por alguns minutos. isso vai ajudar a hidratar a planta.
*Não use a mesma água em que foi mergulhado um vaso, para outro, pois, se no primeiro houver fungos nocivos à planta, o outro vaso irá se contaminar, a não ser que você tenha certeza que não haverá problemas.
www.agrooceanica.com.br
*Inclua uma boa adubação para suas orquídeas, pois a nutrição faz com que as plantas consigam vegetar plenamente regulando suas funções, evitando uma evaporação excessiva e capacitando ela a aproveitar melhor a luz do sol! Molhar as plantas lixivia os nutrientes do substrato pouco a pouco e por isso toda orquídea precisa dessa reposição de nutrientes regularmente para se manter bonita e poder florir! São 13 nutrientes essenciais que uma orquidea precisa entre macros e micronutrientes, então se você só usa um NPK(apenas 3 macronutrientes dos 13 que ela precisa) ou não usa nada em algum momento as plantas vão sentir dificuldade de vegetar você molhando ou não. 

 Alem de dar atenção especial ao local onde se cultiva as suas orquídeas procure observar as modificações do clima ao longo do ano, as épocas de chuvas e a posição do sol, pois são fatores usados para se definir a quantidade de regas para as nossas orquídeas. 
Abraços a todos e muitas flores!!!

Enviar um comentário